A música como ferramenta terapêutica no tratamento de Parkinson: uma pesquisa a partir do Curso de Licenciatura em Música do Centro Universitário de Barra Mansa/RJ - UBM

Josiane da Costa Vilela

Resumo


Este trabalho é um estudo inicial sobre as contribuições da música como ferramenta terapêutica em pessoas diagnosticadas com doença de Parkinson. Busca uma investigação, a partir da atuação de elementos musicais em relação aos portadores de Parkinson, a fim de mapear como se pode interferir no desenvolvimento da qualidade de vida. A música atua em diferentes partes do ser; ela pode promover o equilíbrio entre o pensar, o sentir e o agir. Os novos desafios no desenvolvimento da saúde trazem a possibilidades de expansão aos trabalhos com a musicoterapia. Baseado nas práticas alternativas que visam resgatar a auto estima e a confiança dos parkinsonianos, esse processo mostra-se ainda mais efetivo. Ponderamos que a música pode cooperar no controle da marcha, da fala, da concentração e do raciocínio, sendo possível assim, promover o bem-estar físico e psicológico, atuando diretamente na qualidade de vida. Portanto, a investigação, no âmbito das contribuições da música em pessoas com o Mal de Parkinson torna-se efetiva e eficaz.

Palavras-chave


Música; Musicoterapia; Doença de Parkinson; Qualidade de vida.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.