As necessidades e contribuições do PIBID em música com professores de arte sem e com formação musical

Ana Paula Sarabando, Antonio Eduardo Santos

Resumo


Este trabalho trata dos relatos da aplicação do subprojeto de Música dos bolsistas do PIBID (BRASIL, 2010), da Universidade Católica de Santos – UNISANTOS, em Unidades Municipais de Ensino – UME, da cidade de Santos do ano de 2015 e 2016. Como objetivo principal, discorreremos sobre o processo dos bolsistas em sala de aula, além de conhecer o desenvolvimento da atuação junto com os professores de Arte, abordando suas características e diferenças de um professor sem a formação musical e outro com a formação adequada, buscando trazer as contribuições do programa Pibid na Educação Musical para a Educação Básica. A pesquisa fundamenta-se em Lüdke e André (1986), em dispositivos legais (BRASIL, 1996; 1998 e 2008), Fonterrada (2008) para a na compreensão sobre música e educação, a partir de Abdalla (2006),  Sekeff (2007), Nóvoa (1999) e Santos (2012) sobre a formação de professores; Soares e Costa (2015); Bellochio (2014), Cereser (2004), Neitzel; Ferreira e Costa (2013) sobre a aplicação do Pibid e a formação dos professores. No recorte proposto, observamos as experiências durante dois anos para coletarmos e analisarmos os dados. A partir disso, buscaremos obter reflexões preliminares como seguimentos de nosso trabalho.

Palavras-chave


Formação de Professores, PIBID, Educação Musical.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.